sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

"Melhor que desejar sucesso no ano novo, é preparar as pessoas pra isso"

VI Exame de Ordem Unificado OAB/FGV - Edital de Abertura


Clique no link abaixo e confira o edital do VI Exame de Ordem Unificado OAB/FGV:

Exame de Ordem - Comunicado FGV

*Fonte: FGV.
COMUNICADO
A Coordenação Nacional do Exame de Ordem do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil e a Fundação Getulio Vargas comunicam a todos os interessados que foi publicado o edital de abertura de inscrições do VI Exame de Ordem Unificado. Os pedidos de inscrição poderão ser realizados entre 29 de dezembro de 2011 e 16 de janeiro de 2012 e os pedidos de isenção da taxa de inscrição no período de 29 de dezembro de 2011 a 02 de janeiro de 2012, ininterruptamente, por meio página de inscrição da FGV (http://oab.fgv.br).

O cronograma completo de realização do Exame obedecerá às seguintes datas:
DATAS EVENTOS
29/12/2011 Publicação do edital
29/12/2011 a 16/01/2012 Período de inscrições
29/12/2011 a 02/01/2012 Período de solicitação de isenção da taxa de inscrição
30/01/2012 Divulgação dos locais de realização da prova objetiva
05/02/2012 Realização da 1 ª fase (prova objetiva)
05/02/2012 Divulgação do gabarito preliminar da prova objetiva
15/02/2012 Resultado preliminar da 1ª fase
15/02/2012 a 18/02/2012 Prazo recursal contra o resultado preliminar da 1ª fase
06/03/2012 Divulgação do gabarito definitivo da 1ª fase
06/03/2012 Divulgação do resultado final da 1ª fase (prova objetiva)
19/03/2012 Divulgação dos locais de realização da prova prático-profissional
25/03/2012 Realização da 2ª fase (prova prático-profissional)
12/04/2012 Divulgação do padrão de resposta da prova prático-profissional
17/04/2012 Divulgação do resultado preliminar da prova prático-profissional
18 a 21/04/2012 Prazo recursal acerca do resultado preliminar da 2ª fase
03/05/2012 Decisão dos recursos acerca do resultado preliminar e divulgação do resultado final do Exame

Comunicam, ainda, que o resultado final do V Exame de Ordem Unificado, após julgamento de recursos contra o desempenho da 2ª fase (prova prático-profissional), antes previsto para 16 de janeiro de 2012, terá sua publicação antecipada para 13 de janeiro de 2012, possibilitando aos interessados a inscrição no próximo Exame.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Exame de Ordem - Nova Prorrogação do Prazo de Recurso

*Fonte: FGV.
COMUNICADO

Considerando a instabilidade verificada no site da FGV decorrente do grande número de acessos simultâneos ao resultado preliminar da 2ª fase do V Exame de Ordem Unificado, a Coordenação Nacional do Exame de Ordem do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil e a Fundação Getulio Vargas comunicam a todos os interessados que o prazo recursal será estendido até as 12h00min do dia 1º de janeiro de 2012 (conforme horário oficial de Brasília/DF).

A FGV informa, ainda, que a principal causa do congestionamento no site se dá em virtude do download das imagens digitalizadas dos cadernos de textos definitivos pelos mais de 50.000 examinandos que prestaram as provas, que resultam em um total de mais de 450.000 imagens a serem disponibilizadas no banco de dados. Essas imagens estão sendo enviadas para novos servidores dedicados, visando minimizar a lentidão na visualização dos documentos. Tão logo seja concluído o processo de upload das imagens a estes novos servidores, os espelhos de provas serão disponibilizados novamente em nosso site.

OAB - Plantão 2ª Fase / 28/12 - LFG ao VIVO

 *Fonte: LFG.
Clique no link abaixo e confira: 


Plantão AO VIVO das 12h às 13h
Profº Paulo Medina
Consulte sua Unidade!

Plantão AO VIVO das 17h às 18h
Profº Rodrigo Amaral
Consulte sua Unidade!

Plantão AO VIVO das 13h às 14h
Profº Antonio Carlos
Consulte sua Unidade!

Plantão AO VIVO das 11h às 12h
Profº Alessandro Sanchez
Consulte sua Unidade!

Plantão AO VIVO das 16h às 17h
Profª Karem Ferreira
Consulte sua Unidade!

Plantão AO VIVO das 15h às 16h
Profº Josley Soares
Consulte sua Unidade!

Plantão AO VIVO das 14h às 15h
Profº Arthur Cassemiro
Consulte sua Unidade!

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

OAB muda prazo e recurso contra nota do exame pode ser feito até sexta

*Fonte: G1.
Prazo foi alterado em um dia e começa às 12h desta terça-feira (27).
Site apresentou problemas de acesso na segunda-feira.

                    A Ordem dos Advogados do Brasil adiou em um dia o prazo para os candidatos que não concordam com a nota na prova da segunda fase do Exame de Ordem entrarem com recursos pedindo revisão da avaliação. O prazo agora começa às 12h desta terça-feira (27) e vai até as 12h desta sexta-feira (30).
                    Anteriormente, o prazo seria de segunda-feira (26) até quinta-feira (26).
                    A mudança se deve aos problemas que muitos candidatos encontraram para acessar o resultado preliminar do V Exame de Ordem divulgado nesta segunda-feira (26). A consulta podia ser feita no site da FGV Projetos com a inserção do CPF e a senha de inscrição do candidato. Mas durante boa parte do dia, devido ao grande número de acesso, o site apresentou problemas de conexão.
                    Em comunicado, a OAB afirma: "A Coordenação Nacional do Exame de Ordem do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil e a Fundação Getulio Vargas comunicam a todos os interessados que, em virtude do alto volume de acessos ao site http://oab.fgv.br, o prazo recursal referente ao desempenho da 2ª fase (Prova Prático-profissional) será de 12h00 de 27 de dezembro de 2011 até as 12h00 de 30 de dezembro de 2011 (conforme horário oficial de Brasília/DF)".
                    Os recursos devem ser feitos também no site da FGV Projetos. As regras estão disponíveis no edital do Exame de Ordem.

Resultado final sai em janeiro

*Fonte: G1.
                    O resultado final, após análise dos recursos, sairá dia 16 de janeiro de 2012, segundo o edital. A aprovação no exame é obrigatória para o bacharel em direito exercer a advocacia.
                    Na primeira fase, cerca de 108 mil candidatos se inscreveram para fazer a prova em todo o Brasil. Desses, apenas 50 mil foram aprovados e fizeram a segunda fase no dia 4 de dezembro.
                    Na prova prático-profissional, os candidatos precisaram redigir uma peça processual e responder a quatro questões, sob a forma de situações-problema, compreendendo as seguintes áreas de opção do bacharel, indicada no momento da inscrição: direito administrativo, direito civil, direito constitucional, direito do trabalho, direito empresarial, direito penal ou direito tributário.

2012 terá quatro edições do exame

*Fonte: G1.
                    Quem não passou neste Exame de Ordem terá outras oportunidades em 2012. Quatro edições do exame estão marcadas para o ano que vem. A primeira terá as inscrições abertas já na próxima quinta-feira (29). As inscrições irão até o dia 13 de janeiro de 2012. A prova da primeira fase será no dia 5 de fevereiro, e a da segunda fase será dia 25 de março.
                    Outros exames terão seus editais publicados em abril, agosto e novembro.

OAB divulga o resultado dos aprovados na 2ª fase do V Exame de Ordem e abre prazo para recurso

*Fonte: LFG.
OAB divulga o resultado dos aprovados na 2ª fase do V Exame de Ordem e abre prazo para recurso
A Fundação Getúlio Vargas divulgou hoje o resultado preliminar da 2ª fase do V Exame de Ordem, somente para consulta individual.

                    Devido ao grande número de acessos alguns candidatos não estão conseguindo acessar o portal da FGV, a mesma informou que somente divulgará a lista completa de aprovados no resultado final.
                    A prova prática do Exame foi realizada no dia 04 de dezembro.
                    O examinando disporá de três dias para a interposição de recursos contra o resultado preliminar da prova prático-profissional, começando hoje, dia 26 de dezembro de 2011 às 12h até às 12h do dia 29 de dezembro de 2011.
                    Cada examinando poderá interpor um recurso por questão prática e acerca da peça profissional, limitado a até 2.500 (dois mil e quinhentos) caracteres cada um. Portanto, o examinando deverá ser claro, consistente e objetivo em seu pleito. Recurso inconsistente ou intempestivo será liminarmente indeferido.
Fonte: FGV/OAB

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Mais de 2.115 acessos em menos de 24 horas!

 

Exame de Ordem 2011.2 - Lista de Aprovados - Seccionais OAB

OAB/MG

OAB/SP

OAB/RN

OAB/CE

OAB/PA

OAB/BA

OAB/ES

OAB/PE

OAB/MA

OAB/PR

OAB/RS

OAB/AP

OAB/AC

OAB/MS

OAB/PI

OAB/DF

OAB/SC

OAB/RO

OAB/AL

OAB/SE

OAB/PB

OAB/GO

OAB/MT

OAB/RJ

OAB/RR

Exame de Ordem 2011.2 - Aprovados (VARGINHA/MG)

1.3 1 . Va r g i n h a/M G

16 3 0 4 2 2 6 2 , Ad e m i r Ge n e r o s o Ro d r i g u e s / 16 3 0 1 4 9 5 9 , Al e s s a n d r a Fe li p e Di v i n o De An d r a d e / 16 3 0 8 2 8 3 0, Al e s s a n d r a Fe r r e i r a Am a r a l So u z a / 16 3 0 0 0 1 8 5 , Al e s s a n d r a Sil v a Co s t a / 16 3 0 8 1 1 4 6 , Al e x Pi n n a Da Sil v a / 16 3 1 2 4 7 7 0 , Ali n e Fr e i r e Go n ç a l v e s / 16 3 0 2 5 4 8 2 , All a n Go n ç a l v e s De Lima / 16 3 0 7 5 2 6 2 , Am a n d a Fe r r e i r a Pi e d a d e / 16 3 0 6 3 9 3 4 , An d r é Pe r e i r a Da Sil v a / 16 3 0 2 5 9 5 0, An d r e y Na s s e r Di a s / 16 3 0 7 5 8 0 0, An t o n i o Ma t o z i n h o s Nu n e s Da Co s t a / 16 3 0 0 9 2 7 3 , Br u n a Co l a r e s Al e g r o / 16 3 0 1 2 7 1 3 , Ca r o l i n a Fe r r e i r a Za m p i e r / 16 3 0 4 1 0 4 7 , Ca r o l i n a Go u l a r t Brit o / 16 3 0 3 2 4 7 8 , Ca s s i o Ci c e r o Si e r v u l i Da Sil v a / 16 3 0 4 6 0 5 3 , Cl a u d i a L e o n i n a Ma c i e l Ri b e i r o De Ma t o s / 16 3 0 7 8 5 0 7 , Cl á u d i o He i t o r Oli v e i r a / 16 3 1 0 1 8 1 3 , Cl á u d i o Mi r a n d a So u z a / 16 3 0 4 0 7 2 5 , Cri s t i a n e Pa u l a Me n d o n ç a / 16 3 0 3 7 2 2 9 , Cr i s t i n a Oli v e i r a De Ca r v a l h o / 16 3 1 1 8 9 0 2 , Cy n t h i a Ma r a Ho r á c i o Fr o t a / 16 3 0 0 0 6 5 0, Ed i a n e Ap a r e c i d a Da Sil v a / 16 3 0 7 6 2 9 2 , El a i n e De Ca r v a l h o Sa n d i m / 16 3 0 8 7 6 3 6 , Ell e n Cri s t i n a Mi r a n d a / 16 3 0 6 8 2 2 7 , Eu r i c o Mo d e s t o Pe r e i r a Ne t o / 16 3 0 3 4 8 5 1 , Ev a l d o L u i z Do s Sa n t o s / 16 3 0 3 1 0 8 7 , Ev a n d r o Am a r a l Po r t u g a l / 16 3 0 6 9 1 8 3 , Fá b i o Da m a s c e n o Ri b e i r o / 16 3 0 2 3 5 7 5 , Fe r n a n d a Cl a u d i a Fa r i a / 16 3 0 5 4 5 6 4 , Fe r n a n d a Re z e n d e Ri b e i r o / 16 3 0 7 1 9 8 6 , Fe r n a n d a So a r e s Po r t o Ca m p o s / 16 3 0 0 1 1 1 3 , Ga b r i e l l e Go m e s An d r a d e / 16 3 1 0 9 6 0 3 , Gilm a r Re z e n d e Jú n i o r / 16 3 0 8 5 7 0 6 , Gi u l i a n o Ba t i s t a Mo u r a / 16 3 0 5 5 3 7 3 , Gi z e l l e Ma r i a Sa r t o Go m e s / 16 3 0 5 6 5 0 0, Ha y d e ê Me s q u i t a Do Na s c i m e n t o / 16 3 1 1 0 3 9 4 , He b i n e y An t o n i o No v a i s Al v e s / 16 3 0 2 9 9 4 0, Ja q u e l i n e Me n d e s Pe r e i r a / 16 3 0 0 2 0 5 8 , Jo n a t h a n Fl o r i n d o / 16 3 0 3 4 6 9 3 , Jo y c e Ma r i a Pi v a / 16 3 0 5 5 5 7 8 , Ju li a n a Ap a r e c i d a Ga b r i e l Me n d o n ç a / 16 3 0 3 2 7 4 9 , Juli a n e Co e l h o Co n d e / 16 3 0 1 9 9 9 8 , Júli o Ma r i a So u z a Pi n t o / 16 3 1 2 4 7 5 4 , L a r i s s a Ma r q u e s Ca z e l a t o / 16 3 0 9 9 7 1 5 , L e a n d r o Ma r c i a n o Ru f i n o / 16 3 0 1 2 6 9 9 , L e a n d r o Pe l o s o Mo n t e i r o / 16 3 1 0 8 9 8 5 , L u c i a n a Ca m p o s De Oli v e i r a / 16 3 1 0 3 5 8 2 , L u i z An t o n i o De Lima / 16 3 0 8 0 9 9 1 , L u i z Fe l i p e An d r a d e Sa c r a m e n t o / 16 3 1 0 8 7 3 2 , L u i z Fe r n a n d o Pe r e i r a Ri b e i r o / 16 3 0 3 3 8 8 8 , L u i z He n r i q u e Pe r e i r a Sil v a / 16 3 0 2 7 1 6 3 , Ma r c e l a An d r a d e Sil v a / 16 3 0 0 8 9 9 0, Ma r c e l o Go n ç a l v e s De Oli v e i r a / 16 3 0 4 8 2 4 9 , Ma r i a Eu g e n i a Fi o r i l l o Mo r g a d o / 16 3 0 3 2 4 1 4 , Ma r i a n e Sil v a Pa r o d i a / 16 3 0 1 0 4 9 2 , Ma u r i c i o Ca i a f a Az e v e d o / 16 3 1 1 1 0 1 5 , Ma x Pa u l o De So u z a Vit o r / 16 3 0 8 6 4 9 6 , Ma y s a Vir g i n i a Mo r e i r a Go m e s / 16 3 0 7 0 4 6 2 , Ne a n d e r Oli v e i r a / 16 3 0 3 5 7 5 0, Nilm a L o p e s De Alm e i d a / 16 3 0 2 1 8 8 7 , Od i l o n Ra m o s Go d o i Ju n i o r / 16 3 0 0 8 5 2 0, Pa u l a Ju n q u e i r a Em a t n é / 16 3 0 8 7 4 2 3 , Pe d r o Ca m õ e s Ba r r e i r o s / 16 3 0 3 1 0 1 4 , Ra f a e l He n r i q u e Da Sil v a / 16 3 0 5 8 3 4 1 , Ro b e r t o Ca r v a l h o De Fa r i a / 16 3 0 8 3 3 1 9 , Ro b s o n Ro d r i g u e s De Fi g u e i r e d o / 16 3 0 9 4 9 6 2 , Ro b s o n Vit o r Fr e i t a s Re i s / 16 3 0 5 4 1 3 0 , St é f a n n y Re z e n d e / 16 3 0 0 1 0 8 0, Su e l e n Ma r t i n s Do mi n g u e s / 16 3 0 1 5 6 1 3 , Ta y l á Do Pr a d o Vi a n a / 16 3 0 3 4 0 3 3 , Va l é r i a Ma r i a Pe r e i r a Mo r e i r a .

Exame de Ordem 2011.2 - Aprovados (POUSO ALEGRE/MG)

1.25. Po u s o Al e g r e/M G

16 3 1 0 5 5 8 9 , An a Ca r o l i n a Re z e n d e Po r t e l a / 16 3 0 1 8 8 5 1 , An a L ù c i a De So u z a / 16 3 0 4 9 9 6 8 , An n a Pa u l a Sil v é r i o Sil v a / 16 3 0 7 8 2 2 0, An t o n i o Ra f a e l Do s Sa n t o s / 16 3 0 0 3 5 2 0, Ari a n e De An d r a d e Me y e r / 16 3 0 1 6 4 5 0 , Be t h â n i a Mo t e r a n i Br a g a / 16 3 0 7 0 2 9 0, Br u n a Ma r a De An d r a d e / 16 3 0 9 4 9 1 0 , Ca mi l a Da n z a Vi e i r a / 16 3 1 0 7 1 7 3 , Ca r l o s He n r i q u e Co s t a Câ n d i d o / 16 3 0 6 0 5 0 2 , Cl a y t o n Alm e i d a Lim a / 16 3 0 9 7 6 5 6 , Cri s t i a n o Au g u s t o Vi e i r a Di a s / 16 3 0 8 0 9 5 9 , Cr i s t i a n o Sa l e s Me d e i r o s / 16 3 1 0 6 5 4 7 , Cri s t i n a Gu e d e s Pe r e i r a / 16 3 0 7 8 6 0 9 , Cy n t h i a Ma r a Co l i Ca m p o s Os t r o s k i / 16 3 0 4 5 6 2 1 , Da n i e l a Al v e s Co s t a Lim a / 16 3 0 1 6 1 6 4 , Fa b i a n e Ma r q u e s Da Co s t a Fe r r e i r a / 16 3 1 0 0 2 1 7 , Fa b í o l a Ba r b o s a Ri b e i r o / 16 3 0 3 8 1 2 2 , Gi s s e l e De Pa u l a Pi n t o / 16 3 0 8 3 9 0 8 , He l l e n Cri s t i n a Ri b e i r o Ba r b o s a / 16 3 0 3 1 7 1 6 , He n r i q u e Gu i l h e r m e Ro d r i g u e s Ve l l o s o Sil v a / 16 3 0 8 2 0 5 5 , Isa b e l Di a s Do Co u t o In á c i o / 16 3 0 5 2 8 8 7 , Iv a n Jo s é Da Sil v e i r a / 16 3 0 9 7 2 7 2 , Ja q u e l i n e Cu r i e l Na v e s Fr e i r e / 16 3 0 0 5 1 0 6 , Jo ã o Pa u l o De Oli v e i r a Pr a d o / 16 3 1 0 5 8 0 1 , Jô n a t a s No g u e i r a L o p e s / 16 3 1 2 2 5 3 7 , Jo s é Au d e c i Pe r e i r a / 16 3 0 9 1 9 0 8 , L a b i b Jo s e Ka l l a s / 16 3 0 6 0 0 0 3 , L ai s De Fa r i a Se n a / 16 3 1 0 0 6 5 9 , L a u r e n Ma r i a Fe r r e i r a / 16 3 0 5 7 8 1 2 , L e t í c i a Ma r t í n e z Al v a r e n g a / 16 3 0 2 4 0 2 0, Lí v i a Fu r t a d o Bo r g e s / 16 3 0 2 0 1 9 4 , L u c a s Vi e i r a Lima / 16 3 0 6 8 0 7 6 , L ui z Fe l i p e De Lim a Pe r e i r a / 16 3 0 1 2 7 8 0, L ui z a So u z a Bu s t a m a n t e / 16 3 0 3 5 8 7 8 , Ma r c e l o Jo s é Ba c e l a r / 16 3 1 2 1 6 6 0 , Ma r c o Au r é l i o De Ar a ú j o / 16 3 0 5 6 6 4 0, Ne a n d e r Ro d r i g o Go n ç a l v e s / 16 3 0 8 6 9 9 7 , Nil z a Ba r b o s a / 16 3 0 4 0 5 3 0, Pa u l a Ca l l e j o n Da Sil v a / 16 3 0 6 4 6 1 9 , Pri s c i l l a L o p e s Ri b e i r o / 16 3 1 1 6 8 2 8 , Ra f a e l a He l e n a Da Sil v a / 16 3 0 5 4 9 7 8 , Re n a t a Na s c i m e n t o Do s Sa n t o s / 16 3 1 2 2 7 7 3 , Ri c a r d o Sil v a Do Am a r a l / 16 3 0 0 1 0 1 1 , Th i a g o Gó e s De Mo r a e s / 16 3 0 9 8 4 2 9 , Th i a g o L e o p o l d o Pe r e i r a / 16 3 0 8 0 3 0 6 , Vi v i a n e Fe r r e i r a Fo n t e s / 16 3 0 5 8 7 2 8 , Wi l li a m Op e n h e i m e r Ri b e i r o / 16 3 0 2 7 4 0 3 , Wi l q u e r Cl a u d e n i r Fr a n c i s c o Da L u z Fo n s e c a .

Exame de Ordem 2011.2 - Aprovados (ALFENAS/MG)

1. 1 . Alf e n a s/M G

16 3 0 2 8 2 6 0, Ad r y e l e Cr i s t i n a Ma i a / 16 3 0 1 2 3 2 8 , Al e x Wi ll i a m Ma c h a d o / 16 3 0 4 6 0 7 4 , Bri z a Ma r i a De Oli v e i r a / 16 3 0 1 8 7 0 4 , Ca r l o s Al e s s a n d r o Lima Mi r a n d a / 16 3 0 9 7 6 5 4 , Ed s o n No g u e i r a L u z Fil h o / 16 3 0 3 0 3 7 5 , Fa b i a Pe n i d o Ri b e i r o / 16 3 0 5 9 7 4 0, Fá b i a Si g n o r e t t i Ta v a r e s / 16 3 0 0 2 9 9 6 , Fr a n c y n i So a r e s De Pa u l a / 16 3 0 1 1 1 8 9 , Gi o v a n a Ma r q u e s Ar a u j o / 16 3 1 0 2 2 3 3 , Isa b e l l i Ca r v a l h o Bo t a z i n i De So u z a / 16 3 0 3 5 6 7 8 , Jh o n a t a s Fe l i p e De Oli v e i r a / 16 3 1 0 3 2 0 3 , Ju li a n a Ap a r e c i d a Mi r a n d a / 16 3 0 7 5 2 1 1 , Ju li a n a De Me l l o So u z a / 16 3 0 7 6 4 7 4 , Júli o Ba r b o s a Bo r g e s / 16 3 0 4 2 2 4 7 , L u i s Fe r n a n d o Ro d r i g u e s De So u s a Dó r e a / 16 3 0 0 0 6 6 7 , L u i z Ro b e r t o S w e r t s Ju n i o r / 16 3 0 1 0 6 1 3 , Má r i o L u k a s Al v e s / 16 3 0 0 3 2 9 3 , Ma y r a Cr i s t i n a De Oli v e i r a Sa n t o s / 16 3 0 1 5 2 7 0 , Pe d r o Pa u l o Ol í m p i o Ne v e s / 16 3 1 0 1 6 9 7 , Ra f a e l De Ca r v a l h o / 16 3 0 7 6 6 1 9 , Ro d o l f o Ba r b o s a Bo r g e s / 16 3 1 2 1 0 6 9 , Ro d r i g o Ma r c o s Ri b e i r o / 16 3 0 0 2 2 8 1 , Sa m a n t h a Na y a r a De Mi r a n d a / 16 3 0 7 2 5 2 4 , Ta t i a n a Da Sil v a Lim a Mo r e i r a .

Exame de Ordem 2011.2 - Aprovados (CAMPO BELO/MG)

1.6. Ca m p o Be l o/M G

16 3 0 0 6 8 8 6 , Ac r i c i a Ag u i a r Sil v a / 16 3 0 7 9 0 6 1 , Al e s s a n d r a Ca m p o s / 16 3 0 7 2 4 3 3 , An d r e Ri c a r d o Ca r d o s o / 16 3 0 0 7 2 2 0, Br u n o Eli a s Ar a u j o Ca r d o s o / 16 3 0 0 9 7 4 5 , Ca mi l a Mo r a i s Sa n t o s / 16 3 1 1 3 8 8 3 , Ca r l o s Al b e r t o Do s Sa n t o s Ba r r o s / 16 3 0 3 5 5 0 4 , Dé b o r a Ap a r e c i d a Bo r g e s / 16 3 0 2 7 0 5 6 , Do u g l a s Vi n í c i u s De Oli v e i r a Vi a n a / 16 3 0 3 7 0 3 2 , Eli a n a Fe r r e i r a / 16 3 0 3 5 9 7 9 , Gi o v a n n i Fr a n c i s c o Ra b e l o / 16 3 0 8 6 8 3 4 , Gl a u c i a Oli v e i r a Ro c h a Ab r e u / 16 3 0 9 1 8 1 4 , Gr a c y e l l a Ba r r o s o Co n c e i ç ã o / 16 3 0 6 2 6 1 7 , Isa b e l Cr i s t i n a Al v e s So u s a / 16 3 0 6 3 0 7 9 , Isa b e l Ma r i a De Alm e i d a / 16 3 0 8 1 1 1 2 , Is a b e l a Sa l e s Oli v e i r a Ma g a l h ã e s / 16 3 0 0 5 5 3 3 , Iva n Ru b e n s Co e l h o E Sil v a / 16 3 0 6 5 7 3 7 , Ja n e Pi n h e i r o Go n ç a l v e s Vi e i r a / 16 3 0 8 4 6 7 7 , Je h u d i e l To r g a Ju n i o r / 16 3 0 8 3 4 0 1 , Jú n i o r Jo s é Pi o De Oli v e i r a / 16 3 0 1 7 7 6 6 , Lí v i a Má r c i a Ga m a E Sil v a / 16 3 0 6 5 9 1 0 , Ma r a i s a Ri t a Go n s a l v e s Ba r b o s a / 16 3 0 2 6 6 3 4 , Ma r c e l o Ca r v a l h o Be r a r d o / 16 3 0 5 9 8 7 4 , Ma r c e l o Po r t e l l a Lim a / 16 3 1 1 1 3 2 3 , Ma r c u s Ph i lli p e Vi e i r a / 16 3 0 9 5 5 2 0, Me s s i a s An t o n i o Sil v a Oli v e i r a / 16 3 0 7 2 8 2 8 , Pri s c i l a Sil v e r i o Be r m u d e s / 16 3 0 8 3 4 0 7 , Ra f a e l a Ap a r e c i d a Fo n s e c a / 16 3 0 7 3 3 6 7 , Re n a t a Ca r v a l h o Do Na s c i m e n t o / 16 3 1 1 1 7 1 6 , Re n a t o Ge r a l d o Da m a s c e n o / 16 3 0 1 3 8 3 2 , Ro d r i g o Ga r c i a Fr e i r e / 16 3 0 3 1 4 9 0, Ro s i a n e Ma r a Ma r t i n s Ro s a / 16 3 0 3 6 6 8 9 , St e f â n i a Do s Sa n t o s Sil v a / 16 3 0 1 2 0 3 0, Su e l e n Ca s t a n h e i r a Ca v a l c a n t e / 16 3 0 4 8 7 1 3 , Ta m a r a Pri s c i l a De So u s a Sil v a .

Exame de Ordem 2011.2 - Resultado Final (Preliminar) Publicado!

*Fonte: FGV.
Clique nos links abaixo e confira o resultado final do V Exame de Ordem Unificado OAB/FGV:


sábado, 24 de dezembro de 2011

Nascimento de Jesus

Deus é a lei e o legislador do Universo.
Albert Einstein

Lucas 2:
1 Naqueles dias saiu um decreto da parte de César Augusto, para que todo o mundo fosse recenseado.
2 Este primeiro recenseamento foi feito quando Quirínio era governador da Síria.
3 E todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade.
4 Subiu também José, da Galiléia, da cidade de Nazaré, à cidade de Davi, chamada Belém, porque era da casa e família de Davi,
5 a fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida.
6 Enquanto estavam ali, chegou o tempo em que ela havia de dar à luz,
7 e teve a seu filho primogênito; envolveu-o em faixas e o deitou em uma manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem.
8 Ora, havia naquela mesma região pastores que estavam no campo, e guardavam durante as vigílias da noite o seu rebanho.
9 E um anjo do Senhor apareceu-lhes, e a glória do Senhor os cercou de resplendor; pelo que se encheram de grande temor.
10 O anjo, porém, lhes disse: Não temais, porquanto vos trago novas de grande alegria que o será para todo o povo:
11 É que vos nasceu hoje, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor.
12 E isto vos será por sinal: Achareis um menino envolto em faixas, e deitado em uma manjedoura.
13 Então, de repente, apareceu junto ao anjo grande multidão da milícia celestial, louvando a Deus e dizendo:
14 Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra entre os homens de boa vontade.
15 E logo que os anjos se retiraram deles para o céu, diziam os pastores uns aos outros: Vamos já até Belém, e vejamos isso que aconteceu e que o Senhor nos deu a conhecer.
16 Foram, pois, a toda a pressa, e acharam Maria e José, e o menino deitado na manjedoura;
17 e, vendo-o, divulgaram a palavra que acerca do menino lhes fora dita;
18 e todos os que a ouviram se admiravam do que os pastores lhes diziam.
19 Maria, porém, guardava todas estas coisas, meditando-as em seu coração.
20 E voltaram os pastores, glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto, como lhes fora dito.
21 Quando se completaram os oito dias para ser circuncidado o menino, foi-lhe dado o nome de Jesus, que pelo anjo lhe fora posto antes de ser concebido.
22 Terminados os dias da purificação, segundo a lei de Moisés, levaram-no a Jerusalém, para apresentá-lo ao Senhor
23 (conforme está escrito na lei do Senhor: Todo primogênito será consagrado ao Senhor),
24 e para oferecerem um sacrifício segundo o disposto na lei do Senhor: um par de rolas, ou dois pombinhos.
25 Ora, havia em Jerusalém um homem cujo nome era Simeão; e este homem, justo e temente a Deus, esperava a consolação de Israel; e o Espírito Santo estava sobre ele.
26 E lhe fora revelado pelo Espírito Santo que ele não morreria antes de ver o Cristo do Senhor.
27 Assim pelo Espírito foi ao templo; e quando os pais trouxeram o menino Jesus, para fazerem por ele segundo o costume da lei,
28 Simeão o tomou em seus braços, e louvou a Deus, e disse:
29 Agora, Senhor, despedes em paz o teu servo, segundo a tua palavra;
30 pois os meus olhos já viram a tua salvação,
31 a qual tu preparaste ante a face de todos os povos;
32 luz para revelação aos gentios, e para glória do teu povo Israel.
33 Enquanto isso, seu pai e sua mãe se admiravam das coisas que deles se diziam.
34 E Simeão os abençoou, e disse a Maria, mãe do menino: Eis que este é posto para queda e para levantamento de muitos em Israel, e para ser alvo de contradição,
35 sim, e uma espada traspassará a tua própria alma, para que se manifestem os pensamentos de muitos corações.
36 Havia também uma profetisa, Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Era já avançada em idade, tendo vivido com o marido sete anos desde a sua virgindade;
37 e era viúva, de quase oitenta e quatro anos. Não se afastava do templo, servindo a Deus noite e dia em jejuns e orações.
38 Chegando ela na mesma hora, deu graças a Deus, e falou a respeito do menino a todos os que esperavam a redenção de Jerusalém.
39 Assim que cumpriram tudo segundo a lei do Senhor, voltaram à Galiléia, para sua cidade de Nazaré.
40 E o menino ia crescendo e fortalecendo-se, ficando cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava sobre ele.

domingo, 18 de dezembro de 2011

Novo crime: Fraude em Concursos Públicos

                    Acesse o link abaixo e confira a tipificação trazida pelo art. 311-A do Código Penal, de 15/12/2011:


"Art. 311-A.  Utilizar ou divulgar, indevidamente, com o fim de beneficiar a si ou a outrem, ou de comprometer a credibilidade do certame, conteúdo sigiloso de:
I - concurso público;
II - avaliação ou exame públicos;
III - processo seletivo para ingresso no ensino superior; ou
IV - exame ou processo seletivo previstos em lei:
Pena - reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa.

§ 1o  Nas mesmas penas incorre quem permite ou facilita, por qualquer meio, o acesso de pessoas não autorizadas às informações mencionadas no caput.

§ 2o  Se da ação ou omissão resulta dano à administração pública:
Pena - reclusão, de 2 (dois) a 6 (seis) anos, e multa.

§ 3o  Aumenta-se a pena de 1/3 (um terço) se o fato é cometido por funcionário público.”

'O Processo', de Kafka, se torna história em quadrinhos

*Fonte: terra.
                    Inesquecível Josef K., processado por acusações que nunca foram reveladas, revive novamente seu delirante pesadelo, desta vez em uma graphic novel escrita pelo americano David Zane Mairowitz e ilustrada pela francesa Chantal Montellier.
                    Trata-se de O Processo, a obra prima escrita por Franz Kafka que foi publicada postumamente em 1925 por seu amigo, o jornalista Max Brod, e que, após ter sido adaptada para o cinema e o teatro, chega agora ao universo das histórias em quadrinhos.
                    O livro conta a história de Josef K., um funcionário de um banco que em uma manhã é detido por policiais. As acusações das quais é alvo são desconhecidas, assim como também não se sabe diante de quem terá que comparecer ou quem são os membros do tribunal que vai julgá-lo. Por meio da detenção surreal do personagem, o gênio tcheco critica a estrutura opressora da sociedade da época e obriga o leitor a refletir sobre o quão louco e absurdo é o mundo moderno.
                    As ilustrações realizadas com um traço ágil refletem com perfeição os sentimentos de frustração, angústia, desespero e sofrimento de um homem que observa como seu destino fatal se aproxima sem que possa fazer nada para evitá-lo.
                    Os desenhos, sempre em branco e preto, dão vida ao ambiente asfixiante e desconcertante no qual a obra se desenvolve e transmitem um realismo proposital que procura mostrar ao leitor que qualquer um poderia estar na pele de Josef K um dia. A obra brilhante e arriscada, referência da literatura universal, chega aos quadrinhos conservando a essência sinistra que a literatura de Kafka exala.

sábado, 17 de dezembro de 2011

Muito obrigado!

ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA CARLOS RAFAEL FERREIRA

Ao fim deste ano e começo de um novo ano, venho à sua presença agradecer a confiança em nosso trabalho e para comemorarmos juntos os frutos do esforço diuturno de toda a equipe em prol de sua – que se tornou nossa – causa.

Certamente 2011 entra para nossa história. Foram grandes conquistas, solidificamos nossa atuação, nos propusemos a buscar sempre o melhor para nossos clientes, ancorados em conceitos de respeito, moralidade e justiça, que pautam nossa atuação.

Muitos são os motivos que nos fazem crer que 2012 será ainda melhor, ainda mais significativo, um grande elo entre o que sonhávamos ser e nos tornamos e o que sequer chegávamos a sonhar e estamos próximos.

Estaremos juntos, e prontos a atendê-lo para que possa responder, com o devido amparo jurídico, se tudo está legal.

Dezembro de 2011. Grande abraço.

Carlos Rafael Ferreira

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Celebrações do dia 8 de dezembro - Assista

No link abaixo reportagem do site oficial da Associação Nhá Chica, sobre as celebrações do dia 8 de dezembro, em honra a Nossa Senhora da Conceição.
 

134ª Festa da Imaculada Conceição

Exames da OAB ameaçados

*Fonte: ig / Poder Online.
                    Os advogados Jarbas Vasconcelos e Alberto Campos, respectivamente presidente e secretário-geral da seccional do Pará da OAB afastados pela OAB nacional, protocolam hoje representação contra Walter Agra, do Conselho Federal da Ordem.
                    Ele é assessor parlamentar do presidente do Senado, José Sarney e, como tal, não poderia ter assento na OAB. Se a representação for acatada, todos os exames da Ordem realizados sob a coordenação dele não terão validade.

Ministro da Justiça anuncia 2.800 vagas para PF e PRF nas fronteiras

*Fonte: G1.
                    O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou nesta quinta-feira (8) que a presidente Dilma Rousseff autorizou a contratação de 1.500 homens da Polícia Rodoviária Federal e 1.300 da Polícia Federal. Ele não detalhou, porém, quando os editais dos concursos serão lançados.
                    Segundo o ministro, os servidores que ingressarem a partir de agora na PF e na PRF serão lotados nas fronteiras.
                    O anúncio foi feito durante a assinatura de pacto com 11 estados para fortalecer a proteção das fronteiras brasileiras. O governo pretende investir R$ 37 milhões para reforçar o policiamento dessas regiões.
                    Segundo Cardozo, o reforço do policiamento nas fronteiras só começará a partir do próximo ano devido ao período de treinamento. “Pretendemos melhorar as condições daqueles que trabalham na fronteira. Isso não é uma promessa, é uma decisão”, disse.
                    Os estados participantes do Plano Estratégico de Fronteiras são Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.
                    Para conseguirem verba do governo, esses estados precisarão apresentar projetos, que serão avaliados pelo Ministério da Justiça segundo “critérios bastante objetivos”, conforme afirmou Cardozo.
                    “Não será em momento algum a remessa de recursos feita de maneira aleatória. Tudo exigirá um plano com objetivos muito bem postos que serão acompanhados pelo Ministério da Justiça ao longo da execução”.
                    O pacto faz parte da Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteiras (Enafron) e envolve os ministérios da Justiça e da Defesa, sob coordenação do vice-presidente da República, Michel Temer.
                    O Plano Estratégico de Fronteiras tem como objetivo reduzir os índices de criminalidade e enfrentar o crime organizado. Segundo informou o Ministério da Justiça, os crimes mais comuns nas regiões de fronteira são tráfico de drogas, de armas e de pessoas, além de contrabando.

Polícia Federal

                    A Polícia Federal aguardava autorização para 1.352 vagas em cargos de nível médio e superior. São 328 vagas para agente administrativo (nível médio), 116 vagas para papiloscopista, 396 para agente de polícia, 362 para escrivão (os três cargos exigem nível superior em qualquer área) e 150 para delegado (nível superior em direito).
                    Os cargos de nível superior em qualquer área exigem ainda carteira de habilitação no mínimo na categoria B. Os salários são de R$ 3,2 mil para agente administrativo, R$ 7,5 mil para papiloscopista, agente de polícia e escrivão e de R$ 13,3 mil para delegado.

Polícia Rodoviária Federal

                    A diretora-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Maria Alice Nascimento Souza, havia apresentado à Casa Civil da Presidência projeto para ter mais 4,5 mil policiais até 2014. A proposta é ter acréscimo de 1,5 mil nos próximos 3 anos.
                    Em junho, a presidente Dilma Rousseff autorizou a nomeação de 200 policiais rodoviários federais como quantitativo extra do concurso de 2008 (número de vagas criadas além do adicional de 50% dos postos oferecidos na seleção).
Prepare-se com quem entende de Concurso Público!!
Venha para Rede de Ensino LFG!!
Unidades:      Alfenas (35) 3292-5859
                     Campo Belo (35) 3831-6600
                    Pouso Alegre (35) 3421-5259
                     São Lourenço (35) 3332-3871
                                                          Varginha: (35) 3223-5362

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Temporada de concursos públicos tem 24 editais abertos no Sul de Minas

*Fonte: EPTV.


Clique no link abaixo e confira a reportagem completa:

CONCURSO PÚBLICO

É ilegal portaria que estabelece toque de recolher para menores

*Fonte: STJ.
                    A Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) declarou ilegal portaria editada pela Vara da Infância e da Juventude da Comarca de Cajuru, município do interior de São Paulo, que determinava o recolhimento de crianças e adolescentes encontrados nas ruas, desacompanhados de pais ou responsáveis, à noite e em determinadas situações consideradas de risco.
                    O relator do habeas corpus pedido contra a portaria, ministro Herman Benjamin, afirmou que o ato contestado ultrapassou os limites dos poderes normativos previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).
                    Para o ministro, é preciso delimitar o poder normativo da autoridade judiciária, estabelecido pelo ECA, em comparação com a competência do Poder Legislativo sobre a matéria. O ministro reconheceu como legítimas as preocupações da juíza que assinou a portaria. No entanto, a portaria é ato genérico, de caráter abstrato e por prazo indeterminado.
                    O habeas corpus foi impetrado pela Defensoria Pública de São Paulo em favor das crianças e adolescentes domiciliados ou que se encontrem em caráter transitório dentro dos limites da comarca.
                    O debate sobre a questão teve início com a edição da Portaria 01/2011 da Vara da Infância e da Juventude do município. O ato determinou o recolhimento de crianças e adolescentes nas ruas, desacompanhados dos pais ou responsáveis nas seguintes hipóteses: após as 23h; próximos a prostíbulos e pontos de venda de drogas; na companhia de adultos que estejam consumindo bebidas alcoólicas; mesmo que em companhia dos pais, quando estejam consumindo álcool ou na companhia de adultos que consumam entorpecentes.
                    Para a Defensoria Pública estadual, a portaria constitui verdadeiro "toque de recolher", uma medida ilegal e de interferência arbitrária, já que não é legal ou constitucional a imposição de restrição à livre circulação fixada por meio de portaria.
                    A Câmara Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) havia negado habeas corpus. Daí o pedido ao STJ. Inicialmente, o ministro relator entendeu que não seria o caso de concessão de liminar. Ao levar o caso a julgamento na Segunda Turma, o habeas corpus foi concedido por decisão unânime.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Concessão de tempo adicional não foi isonômica no Exame de Ordem

*Fonte: Última Instância.
                    A divulgação das erratas aos cerca de 50 mil participantes da 2ª Fase do Exame de Ordem OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) realizado, neste domingo (4/12), não foi conduzida de maneira uniforme nos diversos locais de aplicação da prova.
                    Os cadernos de direito penal e constitucional apresentaram erros no enunciado. Por tê-los percebido tardiamente, a FGV (Fundação Getúlio Vargas) — instituição responsável por elaborar a prova — só passou as correções aos bacharéis após o início do exame.
                    Recém-formada pela Faculdade Damásio de Jesus, Larissa Vinhas relata que, na sala em que realizou o exame, na Unip da Rua Vergueiro, a errata só foi divulgada depois de transcorridas duas horas de prova. Ela conta ainda que o acréscimo de 30 minutos foi concedido somente aos candidatos que resolviam as provas afetadas pelos erros.
                    A cinco quadras dali, na Uninove, também da Rua Vergueiro, Carlos Castro, aluno da PUC-SP, descreve outra situação. “Todos ganharam meia hora a mais de prova”, conta, e não só os que escolheram as áreas de direito penal e constitucional. Os que optaram pelo direito do trabalho, administrativo, civil, empresarial ou tributário também tiveram o desconto no tempo.

Tratamento isonômico

*Fonte: Última Instância.
                    O professor Darlan Barroso, coordenador do curso Damásio de Jesus, preparatório para o exame de OAB, afirma que a errata não foi aplicada de forma unânime. “O tratamento foi totalmente diferenciado”, aponta.
                    O princípio da isonomia foi afetado, em sua opinião. A partir do momento em que os organizadores concedem tempo extra a alguns candidatos e a outros, não, põe-se em xeque a igualdade de condições.
                    Ainda segundo Barroso, os candidatos que se sentirem prejudicados podem procurar o MPF (Ministério Público Federal) para realizar uma denúncia. Entretanto, o professor acredita que eventuais medidas só deverão ser tomadas após a divulgação do resultado final dos aprovados, no próximo dia 26. É preciso esperar para ver como a OAB vai lidar com a questão e como fará a correção, pondera.
                    A FGV divulgou comunicado em que afirma que as erratas “ocasionaram a concessão de tempo a todos os examinados”. As medidas adotas não serão, então, “causa de nulidade”.

Prova prática

*Fonte: Última Instância.
                    O exame de ordem é obrigatório para todos os bacharéis em direito que pretendem advogar. A prova acontece três vezes por ano e é constituída por duas fases. Na primeira, o candidato responde a 80 questões de múltipla escolha, de caráter objetivo e eliminatório. Já na 2ª Fase, prático-profissional, o bacharel é submetido à redação de uma peça profissional e a quatro questões abertas, sobre a área específica que escolheu.
                    A prova de direito penal do V Exame de Ordem Unificado apresentou erro ao referenciar, para o candidato, um inciso inexistente do Código Penal. No local em que estava assinalado o “artigo 155, parágrafo 2º, inciso IV” deveria estar escrito “artigo 155, parágrafo 4º, inciso II”.
                    No entendimento do professor Barroso, o exame do domingo (4/12) apresentou nível entre médio e difícil. As provas de direito constitucional e civil tiveram questões dúbias, que, segundo ele, devem ter um gabarito com respostas em aberto.
                    Também em sua opinião, a errata apresentada pela organização do exame não altera substancialmente o entendimento da questão.

Estágio obrigatório nos cursos de Direito poderá ser a partir do terceiro semestre

*Fonte: OAB.
                    Foi aprovado pela Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 1189/07, que antecipa para o terceiro semestre letivo o estágio obrigatório dos cursos de Direito. O objetivo é adiantar o contato com a prática profissional, a fim de permitir que o treinamento seja realizado paralelamente ao estudo teórico dos temas jurídicos. A comissão acatou emenda do relator na comissão, deputado Ariosto Holanda, para retirar o limite máximo de dois anos para o estágio, estabelecido atualmente pelo Estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).
                    A proposta mantém os demais requisitos previstos pelo estatuto. Conforme a lei, o estágio poderá ser oferecido pelas próprias instituições de ensino superior, pelos conselhos da OAB ou por instituições jurídicas e escritórios de advocacia credenciados pela OAB.
                    Duas propostas apensadas (PLs 3026/08, que antecipa o estágio para o segundo semestre, e 3628/08, que marca o início do estágio no quinto semestre) foram rejeitadas pela comissão. O projeto tramita em caráter conclusivo e ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. (Agência Câmara)

OAB/MG e SEDS assinam resolução que autoriza entrada de estagiário nas unidades prisionais

*Fonte: OAB/MG.
                    Foi realizada, nesta terça-feira (06/12), uma reunião entre a diretoria da OAB/MG e o secretário de Estado de Defesa Social, Lafayette de Andrada, para firmar um convênio que irá beneficiar os estagiários mineiros, inscritos na Ordem.
                    O presidente da seccional mineira, Luís Cláudio Chaves e o presidente da Comissão de Estágio, Donaldo José de Almeida juntamente com Lafayette de Andrada, assinaram essa resolução conjunta entre a OAB/MG e a SEDS que permite a entrada de estagiários, inscritos na OAB/MG, nas unidades prisionais do Estado.
                    De acordo com termo de cooperação técnica, a importância desse convênio visa o contato do estagiário de Direito com o ambiente prisional para o aperfeiçoamento do ensino acadêmico.
                    Durante sua fala, Luís Cláudio disse que esse recurso irá facilitar a vida do detento e o aprendizado do estudante de Direito.
                    Já Lafayette de Andrada disse que essa decisão irá “oferecer aos presos uma melhor assistência jurídica, dando mais um passo ao trabalho de humanização do sistema prisional do Estado”.
                    Estiveram presentes durante a reunião, o vice-presidente da OAB/MG, Eliseu Marques de Oliveira; a secretária-geral adjunta, Helena Delamonica; o subsecretário de administração prisional, Murilo Andrade de Oliveira; o corregedor da SEDS, Fernando Teixeira Frota; o assessor jurídico da corregedoria da SEDS, Alexandre Martins da Costa; os conselheiros seccionais, Leonardo Sarsur e Luís Fernando Quinteiro; o presidente da Comissão de Assuntos Penitenciários, Adilson Rocha e o presidente da Comissão OAB Jovem, Fabrício Almeida.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Reinaugurada Sala do Advogado na Justiça do Trabalho em Varginha

*Fonte: OAB/MG.
                    Mais uma sala no interior de Minas Gerais foi contemplada com o Projeto Revitalizar. No dia 2 de dezembro, a sala da OAB/MG na Justiça do Trabalho na comarca de Varginha, foi reinaugurada. A entrega foi feita pelo presidente da subseção da cidade, Gustavo Chalfun Oliveira e pelo representante da diretoria da OAB/MG, o diretor de departamento das subseções, Adriano Cardoso.
                    O local é mais um atendido pelo Projeto Revitalizar, que vem reestruturando as salas destinadas à advocacia e contará com mobiliário novo e computador com acesso à internet para o atendimento dos advogados, dentre outras benfeitorias.
                    Estiveram presentes à solenidade de inauguração o conselheiro seccional, Vicente Loredo; o delegado de prerrogativas, Carlos Rafael e o diretor do fórum da Justiça do Trabalho, Leonardo Toledo de Resende.

domingo, 4 de dezembro de 2011

Gabarito Extra Oficial LFG - Exame de Ordem 2011.2

Pessoal,
o gabarito extra oficial do Exame de Ordem OAB/FGV, comentado pelos professores do Curso LFG, você acessa clicando no link abaixo.

Confira: http://www.lfgcomenta.com.br/.

Exame de Ordem 2011.2 - LFG Comenta

Análise da prova com os professores mais experientes na preparação para o Exame da Ordem.
Clique no link abaixo e assista ao LFG Comenta - 2ª Fase OAB:

Exame de Ordem 2011.2 - Gabarito Extraoficial

Pessoal,
ainda hoje, logo após a prova, confira por aqui os principais gabaritos extraoficiais.

sábado, 3 de dezembro de 2011

Exame de Ordem - Menos de 24 horas

Pessoal, poucas horas para a prova prática do Exame de Ordem.
Como diz a genial Patrícia Vanzolini:
"Advogados(as) vocês já são, só falta alguém declarar isso."
Mais que a Ordem, mais que a FGV, mais que qualquer um, que esse alguém seja você.
Encare a prova de frente, olho no olho.
Ganhar e perder faz e sempre fará parte da vidasua postura é que vai mudar tudo pela frente, sua conduta construirá seu futuro, e é lá que você vai morar.
Saia amanhã para seu primeiro dia de trabalho !
Ao peticionar, escreva como se em seu escritório estivesse, busque a saída para seu cliente, encontre o liame entre a lei e a justiça.
Estará em sua mão a vida e ou o patrimônio, seja moral, seja financeiro, desta pessoa.
Responda às questões como consultas, esse é seu trabalho, sua missão, sua forma de ajudar as pesoas, mudar o mundo.
Que amanhã seja seu primeiro dia de trabalho, Advogado(a) !
Boa sorte, bom trabalho.

Carlos Rafael Ferreira

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Veja dicas de como fazer a prova da segunda fase do Exame da OAB

*Fonte: G1.
Prova será aplicada neste domingo, às 14h.
Exame inclui peça processual e cinco questões dissertativas.

                    Os bacharéis em direito que passaram pela primeira fase do Exame de Ordem vão fazer neste domingo (4), a partir das 14h, a prova final do Exame da OAB. O G1 consultou especialistas em direito para dar dicas de como o candidato deve fazer a prova, que tem cinco horas de duração.
                    Por lei, ser aprovado na prova da OAB é obrigatório para o bacharel em direito poder exercer a advocacia.
                    Na prova prático-profissional, o candidato precisa redigir uma peça processual e responder a cinco questões, sob a forma de situações-problema, compreendendo as seguintes áreas de opção do bacharel, indicada no momento da inscrição: direito administrativo, direito civil, direito constitucional, direito do trabalho, direito empresarial, direito penal ou direito tributário.

Exame de Ordem - Dicas:

*Fonte: G1.
                    Confira dicas dos professores de direito Alexandre Mazza e Nelson Sussumu Shikicima para ter um bom desempenho no Exame de Ordem.

1) Por onde começar?
Os professores sugerem sempre começar pela elaboração da peça processual, pois ela vale cinco pontos e o candidato precisa de seis para ser aprovado. Segundo o professor de direito tributário e administrativo da rede LFG, Alexandre Mazza, o tempo restante deve ser distribuído por igual entre as questões.

2) Como controlar o tempo?
Nelson Sussumu Shikicima, coordenador pedagógico da pós-graduação em direito civil da Universidade de Santo Amaro (Unisa), recomenda que as cinco horas de prova sejam divididas da seguinte forma: por volta de três horas para a peça processual e duas horas para as demais questões.

3) Usar ou não o rascunho da peça?
Há duas maneiras de fazer a peça processual. Você pode dispensar o rascunho, usar as páginas em branco destinadas ao rascunho para fazer um esqueleto simples, e passar para a redação final. Essa é a dica de Mazza. Segundo ele, é impossível fazer o rascunho e passar a peça a limpo em tempo hábil.
Já Shikicima sugere aos alunos que dediquem pelo menos duas horas para escrever a base da peça no rascunho, e o restante para passá-la a limpo. Segundo ele, isso ajuda a ter uma caligrafia caprichada, que auxilia o examinador na hora da correção e pode aumentar a nota final.

4) Não 'empaque' nas respostas.
Entre as questões, sempre existe uma muito fácil e outra praticamente impossível, que todos os candidatos erram. Não perca muito tempo na pergunta fácil. Sobre a difícil, não se desespere. O importante é não deixar em branco e escrever. Foque nas questões de nível intermediário de dificuldade, que apresentam maiores chances de acerto.

5) Vale a pena chutar.
Para o professor Alexandre Mazza, nunca é bom deixar questões em branco. Chutar uma resposta não traz prejuízo para a nota, reveja um esforço e em alguns casos pode ajudar no aumento da nota.

6) Seja objetivo nas respostas.
Além da caligrafia, uma dica para passar uma impressão positiva é prestando atenção ao erros gramaticais e de português, e sendo objetivo nas respostas. Escrever entre cinco e dez linhas é o ideal para explicar a resolução e não perder tempo.

7) Como consultar as leis.
Durante a prova será permitido, exclusivamente, consultar legislação sem qualquer anotação ou comentário editorial (ressalvadas as simples remissões à lei ou artigos).
Por isso, use sempre o índice remissivo do código da matéria que você vai prestar. Segundo o professor Nelson Shikicima, essa é a forma mais rápida de encontrar os artigos que devem ser citados na resposta das questões e também na produção da peça.
Sempre que possível cite os dispositivos legais nas respostas, se os assuntos tiverem relacionados. Alexandre Mazza afirma que as referências legislativas são valorizadas pela FGV, que aplica o exame.

8) Leve material de consulta.
Os candidatos deverão comparecer no dia de realização da prova prático-profissional já com os textos de consulta com as partes não permitidas devidamente isoladas por grampo ou fita adesiva, de modo a impedir sua utilização, sob pena de não poder consultá-los.

9) Não se preocupe com 'pegadinhas'.
Para Mazza, não existe pegadinha na prova prático-profissional da OAB, por isso, caso se depare entre duas possibilidades na hora de fazer a peça, uma fácil e outra difícil, opte pela mais fácil e não desconfie, pois provavelmente ela não terá armadilhas.
O professor Shikicima aproveita para recomendar muito cuidado com o equilíbrio entre teoria e prática, já que as questões da segunda fase são mais práticas que teóricas.

10) Leis que não vão cair.
A legislação com entrada em vigor após a data de publicação do edital do IV Exame de Ordem Unificado, bem como alterações em dispositivos legais e normativos a ele posteriores não serão objeto de avaliação nas provas, assim como não serão consideradas para fins de correção das mesmas.